24 abril 2009

Parabéns Capitão!


Parabéns a todos os capitães envolvidos na queda do regime ditaturial, vivido até 25 de Abril de 1974, por nós portugueses, pelas nossas tropas, pelas nossas colónias de forma vergonhosa até então! Perseguidos por uma policia politica, e por uma policia militar, o povo não tinha o direito à liberdade!

Um plano pensado ao pormenor, uma estruturação de forças militares, cabeças, lápis e papel, controlaram objectivamente e pacificamente pontos essenciais para que não fosse derramada pinga de sangue...pontos como o Cristo Rei, o Terreiro do Paço, o Aeroporto da Portela, entre tantos outros...tudo para nos permitir agir perante a nossa consciência e consoante a Lei, com um dos pontos falhado ao inicio da madrugada de 24 para 25 de Abril, a libertação dos presos politicos, a preocupação com represálias sobre estes, estava presente à mesma mesa e entre os mesmos homens, que como o Capitão Salgueiro Maia, se colocaram frente à mira dos carros de combate impedindo desta forma o ataque sobre os militares do movimento das forças armadas.

O trinufo chega quando o Sr. Professor Marcello Caetano é destituido do seu cargo ao poder!

Ouve-se Victória nas ruas...o povo grita, sem saber muito bem porquê...orgulho-me destes homens, destes pais, filhos, que lutaram para nos deixar uma herança chamada democracia, e garantido desta forma a liberdade de todos os cidadãos...lamento que hoje passados 35 anos, o povo ainda não tenha percebido que a liberdade de cada um termina onde começa a do outro, e que continue calado perante uma democracia infiel ao seu principio, à liberdade! Lamento que ainda hoje se deitem papeis no chão, que não haja igualdade social...que não se cumpra a Constituição da Republica Portuguesa!

2 comentários:

Princesa disse...

Obrigada amiga por esta Homenagem mesmo postoma ao Capitão Maia um idolo meu que com grande pena já não está entre nós, aproveito aqui para homenagear também Otelo Saraiva de Carvalho por quem na época lutei em vão todos fizerram coisas boas e alguns erros pelo meio e muitas traições também, mas infelizmente tudo faz parte da vida
Um beijo amiga e parabéns pelo seu belo trabalho

Do Mel ao Fel disse...

35 anos depois ainda há muito que lutar, pena é que homens como Salgueiro Maia estejam em vias de extinção