09 abril 2009

Me Permita a Mim...



Nas ondas que nos levam e nos trazem para junto de nós mesmos, sinto que estou sempre perto de ti...sinto que a cada passo, levamo-nos no peito um do outro, seguindo o nosso rasto de perto e de longe, presentes, ausentes, distantes, ligados por algo tão lindo como sopro de pássaro ao zumbido inquieto de nossas almas, somos folhas de papel amachucado por alguém, somos letras soltas de nós só...cantamos calados, brincamos de mão dada ao luar de dias e noites, somos encanto de fadas, brilhos de beijos molhados, somos assim, simplesmente assim um do outro, um de cada um, de toda a gente, e sempre mesmo de ninguém...somos palavra sofrida, sorrisos marotos...somos mais que tudo o que queremos...capazes de mudar a direcção ao vento, espantalhos de medo, somos cálice de vinho espalhado...somos simplesmente assim...o que somos...sétima onda...


Permiti-me escrever para ti com carinho


Com um sorriso Arthur


4 comentários:

Erica Maria disse...

Lindo!

Bjos em teu coração e uma feliz páscoa!

Vieira Calado disse...

Venho desejar uma Boa Páscoa.

Cumprimentos.

Joana. disse...

Obrigada pela visita ao meu blog
Boa Pascoa
um beijo......

AC Rangel disse...

Nada une pessoas mais que o zumbido da alma. Da almatua. Cantamos calados e esta música, sensual, torna-nos puros.
Beijo