03 março 2009


Vem...
Deixa-me mexer no teu cabelo, afagar a tua alma na minha, chega mais perto, fica calado...
Prende-me no teu espaço, dá-me lugar na tua peça...
Faz correr o pano...e deita-te junto de mim...
Vem descobrir o meu eu, sou tua aqui e agora, do amanhã nada sei...
Faz-me rodar sobre ti próprio, redescobrir sensações perdidas por aí...
Deixa-me tocar o teu corpo, percorrer cada pedacinho teu, beijos molhados além e ali, trinquinhas marotas por aí...

Sentir-te crescer na minha boca, e num envergonhado gemido, louco tumulto de emoções,sentir-te meu, sentires-me tua, mesmo por um momento, porque de amanhã nada sei...e se o adeus vier roubar o lugar ao até já lembra-te do meu cheiro, do meu sorriso, do sabor da minha pele, do calor do meu beijo, do liso do meu cabelo, das pétalas de rosa espalhadas por aí, e sorri, simplesmente sorri com carinho porque aconteceu...



6 comentários:

braulio disse...

è a ternura de um querer.

devorados sorrisos
profundo prazer.

beijos ..
braulio

Cadinho RoCo disse...

E acontecer é tão bom!
Cadinho RoCo

gabyshiffer disse...

Perfeita descrição do desejo em forma de ato de amor
Boa tarde pra vc
Beijos

Bruxinha disse...

Sabem tão bem esses momentos.
E melhor ainda se simplesmente acontecem....
Beijokas

ลndreia disse...

Que palavras... que sentimento! *

Vieira Calado disse...

Obrigado pelas palavras deixadas no meu Livro de Visitas.

Bem haja