23 março 2009

Linhas de seda

Linhas de seda, bichos de conta, marias cafés, passeando-se alegremente nas folhas do meu pensamento, em que nada começa a fazer grande sentido, e perco-me de ti, e perco-me dentro de mim...e tudo não passa de um livro fechado, colocado na estante do meu ser...e sou eu assim mulher, ferida aberta, derramando vida, pedra a pedra, sinto que cada laço foi simplesmente desatado pela mágoa das palavras ditas por dizer...

5 comentários:

Desejos Aliciantes disse...

as vezes falamos sem pensar e podemos magoar
lindo o texto...
triste...mas lindo
Boa noite amiga
beijos

Palma da Mão disse...

Boa noite querida,
Obrigada
Beijinhos

Solange Maia disse...

Que forma linda de escrever....

Beijo carinhoso,

Solange

http://eucaliptosnajanela.blogspot.com

braulio disse...

és linda..
palavras sublimes.
sentimentos profundos.
dás amor ao mundo..

beijos...

braulio

vagabundo disse...

quando gosto à primeira volto sempre...
vou voltar.

cps,