22 maio 2009

Metamorfose

Em metamorfose, sinto que o meu tempo de palma da mão, de menina-mulher de sorriso maroto, que sonhava acordada, fazendo danças em balões de ar quente com as palavras... simplesmente...

...talvez uma morte interior me ajude a encontrar o caminho e a regressar uma nova mulher...sei lá, pode ser que sim...vamos ver...o hoje é hoje, o amanhã será amanhã...estou bem...vou dando noticias e seguindo-vos bem de pertinho...

beijinhos

Liliana

16 comentários:

Bernardo Lupi disse...

Espero que tenha entendido mal e isto não seja uma despedida...

Mr Nelson disse...

"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis"
Fernando Pessoa

Foi a expressão que me lembrei assim que li o que escreveste

beijos

Palma da Mão disse...

Olá Bernardo, escrevendo hoje com os pés no chão, não será uma despedida meu amigo, visto que faço questão de vos acompanhar, como fiz, entregando-me e absorvendo cada palavra escrita por todos vocês, quanto a mim, talvez seja necessário fazer uma pausa nos meus sentidos, encontrar-me comigo própria, perceber se vale a pena continuar a mergulhar no meu mundo de fantasia...
Obrigada migo
Beijinhos

Palma da Mão disse...

Mr Nelson, de facto Fernando Pessoa, estava certo quando escreveu e sentiu isso, liberto de tudo o que atormentava, consegui descrever em algumas belas palavras tudo o que descobria no próximo, momento após momento, apelidado por muitos como o escritor louco, fazia com as palavras castelos de nada no ar, em que ele entrava e dispunha à sua maneira, jamais se rendeu ao pensamento e à critica dos seus sentimentos, isso faz dele um imortal e admirável escultor de palavras...
Beijos doces e obrigada pela visita

Blue disse...

Engraçado, será a época do ano que nos faz assim?
Estou dando um tempo também, minha dor é muito grande, e escrever sobre um amor, sobre o sonho que tenho está me fazendo muito mal, por isso a minha parada e hoje, diria, sem vontade de viver. Mas enfim, sei que precisamos ter forças e seguir.
Espero que voltes. É fácil dizer que tudo passa.... digo isso a mim, mas é difícil!
Beijos

Nanda disse...

Amiga...

o que é isso?
não quero vc longe nao...
ainda que vivamos em um mundo de fantasia, isto nos serve como valvula de escape...
Para nao... isto aqui é a tua cara... a tua casa...

e adoro vir aqui...rs

beijos no coração

Palma da Mão disse...

Sei lá Blue, pode ser migo, ou talvez sejamos nós demasiado exijentes(Exigentes??) connosco próprios, já não sei nada...sei que hoje corre mais cafeína que sangue no meu corpo...não me sinto adormecida, e isso impede-me de voar...
Beijinhos e obrigada

Palma da Mão disse...

Nanda Miga, é uma pausa querida, preciso dela, irá fazer-me bem, talvez culmine no brilho do meu ser,oxalá,ou talvez me faça descer das nuvens de uma vez, e encarar as coisas com a rebeldia que elas merecem, preciso de desaprender a ver além do óbvio, preciso de deixar de saber ler nas entrelinhas do pensamento, preciso de parar de fazer caricias nos caracois do vento...deitá-lo no meu colo e transformá-lo em rosa com cheiro de rosa e não com cheiro de jasmim, estou sempre aí contigo, e com todos os que se sentem bem comigo:)
Beijinhos alma linda, mulher de fogo!

EU SOU NEGUINHA disse...

Faça como a Fenix ,linda amiga....
Renasça das cinzas,com força,garra,paixão e muito conhecimento sobre ti mesma.
Ando assim tbem..isto deve estar no ar.
Beijos querida amiga

Palma da Mão disse...

Nem mais miga, sabes linda começo a achar que estamos perante o fim de uma era ou assim,rsrs, e que muitos de nós precisamos mesmo de ser Fenix, renascer com tudo isso sim:)
Beijinhos querida e obrigada

Aqui - Ali - Acolá disse...

Bom dia amiga:

Surpreso, sim fiquei ao ver um fundo preto com a palavra ACABOU.

Dizes aqui numa resposta a um comentário assim:

talvez seja necessário fazer uma pausa nos meus sentidos, encontrar-me comigo própria, perceber se vale a pena continuar a mergulhar no meu mundo de fantasia...
---------------------------------------------
Aqui, vou dar-te a minha opinião a isto que dizes mas, é apenas a minha opinião porque o teu sentimento é que conta para a tua decisão.

Todos nós temos um mundo de fantasia em nossas vidas, até porque se vermos bem, toda a nossa vivência não passa de uma fantasia, embora para uns de uma maneira diferente de outros. E quem tem o direito de contestar nossas fantasias? NINGUÉM!..

Vale sempre a pena mergulhar-mos no mundo das nossas fantasias, até porque, quando sonhamos com algo de muito belo e parecendo estar dentro desse algo a fantasia por vezes se torna real em nós fazendo-nos estar felizes embora fantasiando.

Quando se lida com algo e de repente esse algo se esvai, é defacto muito triste, eis aqui o meu sentimento ao ler na escuridão a palavra ACABOU..

O mundo é muito cruel onde por vezes nos expõe a factos inesperados tão repentinamente que nos deixa expectantes!..

Mas pronto, isto é apenas o meu desabafo para contigo porque é o que sinto, e aqui poderás ver a amizade tão grande que sinto por ti apesar de não te conhecer pessoalmente, mas as palavras por vezes dizem tudo onde nós através delas vamos ficando a conhecer pessoas de uma ou de outra forma.

Assim ficas no meu coração como uma grande amiga que nunca esquecerei.

A vida é assim e, quanto a isso, nada a fazer.

Te desejo as maiores felicidades do mundo e que saibas da minha parte teres aqui um amigo que conquistaste com muito carinho.

Bjos, muita saúde, felicidades e até Sempreeeee...

Alessandra disse...

mudanças são sempre bem-vindas.

Nanda disse...

Liliana

Eu aqui continuarei por perto...
sempre...
Te gosto muito!!

bjs

Palma da Mão disse...

Aqui-Ali-acolá, meu amigo, numa palavra depois de te ler e de me encontrar com o que escreves...lágrimas:)mas lágrimas boas:)
Emoção...obrigada pelo carinho!
Beijinhos

Palma da Mão disse...

Alessandra,todas as mudanças deveão ser sempre aceites por nós, pelo nosso eu, pela nossa vontade,é a necessidade crescente do ser humano, mostrar-mos a nós próprios de que somos capazes de concertar o que está mal cá dentro...só assim nos poderemos apresentar aos outros e à sua vontade:)
Eu não tenho por hábito gostar de me sentir segura de mim, segura dos outros, vivo, e luto minuto após minuto, nunca é nada nosso...
Beijinhos e obrigada:)

Palma da Mão disse...

Nanda, minha amiga querida, eu sei que sim...que estás aqui comigo, e é tão bom sentir que sim:)Também gosto muito de ti linda!
Beijinhos mil