30 julho 2009

Conta-me...

Quantas são as malhas da tua rede...conta-me quantos são os cheiros da tua pele...de quantas faces te despedes...em que lençois deixas à deriva um pouco de ti...conta-me uma história com um final feliz...

8 comentários:

XP - rapaz virgem disse...

Poesia e desejo misturados.. muito bem :)
Beijo ;)

Princesa disse...

simplesmente lindo

"Se o seu coração é capaz de sentir os seus sonhos, e se você os deseja realmente, não se desespere por nada; pois quando você olhar para o céu e ver as estrelas brilhando acredite: esse é o momento em que os seus sonhos poderão ser verdadeiros."
Beijinhos

Luna disse...

Em vez de te contarem, não preferes desvendar?
Bj de Lua

Poeta69 disse...

Quantas são as formas que deixas amarrotadas na minha cama
Quantos suspiros suspensos no ar
Quantos cheiros pelas paredes
Quantos sussurros nos meus ouvidos
Tudo é música
Tudo é som
Tudo és tu,
Num beijo uma história
No meu sorriso a tua lembrança!!!

Beijos

Escrevo palavras e choro poemas disse...

Lindo poema!

Blue disse...

E desta malha pode-se contar facilmente os fios... a da malha e da flor também...
Muito lindo aqui!
Beijos

Sonhos e Devaneios disse...

Cheiro da tua pele....é verdade sinto este cheiro as vezes quando estou a sós...mas esta história nao teve final feliz....outras historias ainda irão acontecer...
joao

Palma da Mão disse...

XP- obrigada migo, mas de facto o desejo não teve lugar neste pensamento, é só um pensamento...um desabafo...

Princesa- Obrigada querida; à muito que percebi que para mim as estrelas t~em um brilho diferente...

Luna- prefiro mesmo que me contem miga...brigada;

Poeta69- obrigada migo e como me faz um bocadinho mais feliz saber que sim...;

Escrevo Palavras- Obrigada;

Blue- Obrigada meu amigo, nem sempre as malhas são da cor que queremos e as flores não terão o cheiro que desejamos, mas tudo o vento levará um dia...

João- Brigada migo,o Oceano que nos separa, é cumplice dos ventos que o atravessam, para levar de mim o meu cheiro e um sorriso feliz...

beijinhos mil a todos/as