28 fevereiro 2010

Ao Rasto Das Tuas Asas...

...descobri algo sublime, que de ser tão meigo lhe chamei ternura... enrolei mil beijos em papel de seda, que atei com laço de cetim...esconde-los só não chegou...quis ter a certeza que não perdia nenhum...apertei-os junto do meu peito...pensei que o mundo não estava feito para mim...perdida por pontos e palavras...falsas rimas e afins...melodias tortas e enfeitadas...suspiros, sorrisos sussurros envergonhados...e entreguei-me completa ao rasto das tuas asas...disseste-me um dia...que adormeci...

12 comentários:

Zé das Cricas disse...

Ás vezes sabe bem...

Braulio Pereira disse...

amei

beijos doces ternura!!

EU SOU NEGUINHA disse...

Menina...
Com vc nunca vassouras...adoro ter vc por lá..
Beijos da Nega

Braulio Pereira disse...

olá minha querida amiga

voce é uma linda flor

adoro voce.

certo a vida é assim

***
nâo há roseiras
sem espinhos
nem eiras
sem trilhos

****

meu beijo para ti ternura!!

rouxinol de Bernardim disse...

A maviosa voz de uma sereia... também na blogosfera...

O toque de cetim, na pele, na alma...

bjs

Everson Russo disse...

Simplesmente lindo,,delicado,,,amor com a força do coração e da alma...beijos de bom dia pra ti.

Ava disse...

Descobri a beleza de tua poesia...

E de como colocas os sentimentos a deramar por entre tuas palavras...

Beijos!

A Madrasta Má disse...

Lindo texto e linda foto, parabéns pelo bom gosto! Bjinhos da Madrasta!

Mary Jane disse...

Fantástico!

É um prazer ler-te!

Beijo-te

Palma da Mão disse...

Obrigada
beijinhos mil a todos/as

Blue disse...

Quero ser um pássaro........ e asas ter!

Beijos

Palma da Mão disse...

Obrigada meu amigo, todos nós temos asas:)
beijinhos