22 junho 2009

Quando O Vento Sopra

Nos segundos em que te vejo do lado de lá do velho portão que nos une e nos separa...sinto-me acompanhada...deixo-me sentada nos degraus...quieta...quase parada...envolvo-me de vento e dele me aproveito para te poder acompanhar...sou cada passo teu...sou estrela escondida por cipreste...máscara de bandido...sou cheiro perdido, misturado com o teu...acalmada pela força da terra...que me coloca nas suas entranhas e grita como que por socorro em forma de absoluto sussurro...és minha...quando o vento sopra...não sopra mais nada...não serei eu...nem tu...não será ninguém... será dança apenas..embalados por sentidos virados...o estar e o não estar...o chegar e o partir...será apenas vento...e o vento como senhor...

13 comentários:

Blue disse...

Que o vento que soprou a muito tempo, levando a nau de Cabral a terras distantes, possa soprar agora os perfumes ao nosso encontro, mostrando que alguém está a chegar!

Beijos

Palma da Mão disse...

Quem sabe meu amigo, quem sabe...saberemos nós algum dia o que sopra o vento? Julgo que será mais uma pergunta sem resposta...uma de tantas...
beijinhos Blue e obrigada:)

! Marcelo Cândido ! disse...

hum
um blog caliente com conteúd
adorei
!!!
bjo ao vento para
visite-me

Sir Stephen e SUA maria{SS} disse...

que lindo!
estava com saudades
beijos

maria{SS}

Palma da Mão disse...

Obrigada Marcelo,
Visitarei com muito gosto:)
beijinhos

Palma da Mão disse...

Brigada Maria, também tinha saudades de te ver por aqui:)
Beijinhos mil querida

Luis F disse...

Mais um excelente texto... adorei ler e reler.

Vale a pena estar por aqui

Com amizade
Luis

Palma da Mão disse...

Obrigada Luis, é bom ver-te por aqui:)
beijinhos

Aqui - Ali - Acolá disse...

Bom dia miga.

Uma imagem excelente num texto tão belo só pode ter 5***** da minha parte.

Lendo este texto fez-me lembrar um tempo em que estando eu do lado de cá do portão falava para alguém como que uma confissão que à muito estava guardada dentro de mim.

Coisas da vida que o tempo nunca apaga mas que aqui me fez recordar isso logo que comecei lendo este teu post.

Parabéns miga fizeste-me recordar coisas belas, coisas lindas que não se podem esquecer.

Ah, fiz um roubo aqui neste teu post, foi a linda imagem que tirei para minha colecção.

Beijos e um lindo e feliz dia te desejo com muito carinho e amizade.

Teu Fã

Romeu disse...

Minha boa amiga
aqui estou eu de pedra e cal, te peço desculpa de não me despedir mas acredita agora fosta a primeira que vim cumprimentar nem no blog da princesa comentei ainda, olha tive cá uma ferias de arromba agora mãos ao trabalho que se faz tarde e tu por cá novidades.
um beijo amiga linda

Palma da Mão disse...

Obrigada Aqui-Ali-Acolá, meu amigo, fico feliz por te trazer boas recordações, é sempre muito bom colocar-mos um sorriso nos lábios de um amigo:)
Beijinhos

Palma da Mão disse...

Olá Romeu, que contente fico por teres voltado e ver-te por aqui tão bem disposto, já estava com saudades tuas migo:)
Beijinhos e vou tentar preparar-me para o teu regresso, que rejuvenescido, ninguém te atura,rsrs,brigada pelo carinho:)

Palma da Mão disse...

Fico feliz por vos ver por aqui,

Aqui-Ali-Acolá, faz-me bem saber que ao escrever consigo colocar um sorriso e trazer boas recordações a um amigo, isso é sempre especial:)Obrigada , beijinhos:)

Romeu, sê bem vindo meu amigo, já tinha saudades tuas:)Vens rejuvenescido, nem quero pensar, rsrs, mas estamos todos com muita vontade de te ler:)
Beijinhos e obrigada