14 junho 2009

Cheiros Dispostos

São cheiros dispostos sobre mesa de teia de aranha...asas pintadas de negro a tinta da China....beijos salpicados de momentos audazes...são cheiros dispostos no meu corpo sem sentido ou de sentido perdido por entre as mechas do teu cabelo...cruzam-se as ruas douradas engolindo-nos no seu ego, em grito de sanidade esquecida....são dias sem horas...em que o sorriso das pedras que pisamos docemente se eleva e nos mostra às estrelas... abrindo caminhos de alegria entre o pastel e prateado...não são rosas...são anjos de mãos dadas deixando perfume pelo ar...são pedaços de papel rasgado ao vento...são trocas e baldrocas perdidas e achadas no meu pensamento....

7 comentários:

Leandro Fonseca disse...

lindo, belíssimo!

Simplesmente disse...

no meio de tão lindas palavras, vamos delirar de prazer...

Princesa disse...

Lindo para variar rsrsrs
espero amiga que esteja tudo bem contigo

"Carinho é o óleo que lubrifica
as engrenagens da vida."

Boa semana
beijos

A Madrasta Má disse...

Nossa qta disposição... simplesmente delicioso de ler! Obrigada pelo carinho minha querida! Bjinhos da Madrasta!

Blue disse...

Lindo.
Mas "baldrocas perdidas", terei que visitar um dicionário...

Beijos

Palma da Mão disse...

São simples nódoas de palavras e gestos que percorrem o pensamento e acendem os corpos, que de distantes já se esqueceram...sei lá, rsrs
Brigada queridos/as, escrever é maravilhoso, mesmo que tão sem sentido:)
Beijinhos

rouxinol de Bernardim disse...

Um mimo. dos bons, claros.